Fizemos uma busca por essa vasta terra chamada internet e acabamos nos deparando com alguns candidatos para lá de “peculiares”.

Tem desde o “Satisféquichon”,  bailarinas de festinha de terror, Jesus, O homem da perereca e até o astro de Velozes e Furiosos.

Por falta de tempo e de espaço colocamos apenas alguns, confira nossa seleção:

Em uma decisão inédita junto ao Conselho Carioca de Medicina o COREM/RJ decidiu pela expulsão da médica Josemara Braga Ortiz.

A médica foi expulsa pelo Conselho  de Medicina, logo após atender Flávio Bolsonaro.

O político e filho de Jair Bolsonaro passou mal durante o debate para a Prefeitura do Rio de Janeiro.

A Médica teve seu porte profissional cassado e não poderá mais atuar no ramo da medicina até que seja  julgada e absolvida.

O COREM/RJ levantou dúvidas quanto ao atendimento prestado pelo médica dizendo que ela jamais poderia ter feito atendimento veterinário, dada que sua formação acadêmica não lhe dá aptidão profissional para atendimento veterinário.

A médica se disse muito chateada e vai tentar decorrer para reaver ser direito de praticar medicina.

Fonte: Times New Roman

Frio faz curitibanos capturarem Pokémon com as mãos

Os frequentadores do Parque Barigui na capital paranaense tiveram uma surpresa logo cedo enquanto caminhavam e se exercitavam pelo parque.

Devido as baixas temperaturas que tem feito na cidade, os frequentadores do parque contam que encontraram alguns pokémons congelados no parque.

Os bichinhos estavam próximo do lago, e foi possível pegá-los com as mãos pois esses estavam praticamente congelados.

“Achei esse bichinho na grama, enrolei no meu casaco e levei para casa, eu queriaque ele ficasse bom, mas quando descuidei a minha gata foi lá e comeu ele a minha neta disse que era um Pokémon, eu achei que era um passarinho exótico, sei lá” Diz, Francisco dos Santos, 77, aposentado.

“Estava caminhando e vi um bichinho, não tive dúvidas, peguei ele, sei que é um Pokémon, não sei o que ele come, mas é bem bonitinho” conta Silviane, universitária.

Um especialista em controle ambiental pediu para as pessoas não capturarem pokémons com as mãos, pois você nunca sabe o que pode acontecer, se encontrar algum eles pdem que sejam encaminhando para um local seguro.

Até o fechamento da matéria aproximadamente 11 pokémons foram encontrados congelados no frio de Curitiba.

Uma recente pesquisa da Universidade de Ohio causou verdadeiro furor e preocupação ao ser divulgada.

Muita gente ficou realmente preocupada com o resultado apresentado pelo grupo de cientistas.

Após anos de pesquisas, cientistas comprovaram que pessoas que enxergam rostos em objetos, podem ter sérios problemas mentais, mesmo que em níveis “adormecidos”, eles alertam que se você ou algum amigo ou familiar , enxergarem rostos em qualquer objeto você deve procurar apoio psiquiátrico.

O teste foi realizado com pessoas na faixa de 17 a 63 anos e teve uma taxa de 72% de acerto em todos as faixas.

Cientistas alertam que o primeiro estágio a pessoa começa a enxergar rostos e caras em diversas coisas, até aí tudo bem não existe um risco para a sociedade, o passo seguinte quando essas pessoas tentam estabelecer uma relação com esses objetos, ou seja conversar com eles é a fase mais difícil, aí elas podem ser consideradas um perigo para a sociedade.

Faça o teste e veja se você faz parte deste grupo:

Jennifer Mulford, abandonou o emprego para se dedicar à amamentação.

Não pense que a americana teve um bebê e largou o emprego para cuidar dele, no caso dela ela começou a amamentar o namorado de 36 anos.

A mulher decidiu amamentar o namorado, um fisiculturista a cada duas horas e ela diz que isso criou um “laço mágico” entre eles.

“No momento em que eu sabia que era o meu companheiro para a vida, eu e ele queríamos a mesma coisa para o relacionamento: um laço mágico que apenas a amamentação poderia alcançar”, explicou Jennifer ao “Sun”.

Jennifer amamenta Brad Leeson a mesmo sem produzir leite a  fim de forçar o seu corpo a produzir leite.

“Eu dei um tempo no meu trabalho porque quis me dedicar a esse trabalho (amamentar)”, afirmou ela.

Brad, por sua vez, espera obter melhor condição física com a amamentação frequente.

O casal de Atlanta (EUA) não está sozinho nessa atividade. Existe um movimento chamado “Adult Breastfeeding Relationship”, no quais adultos aprofundam a sua relação adotando a amamentação. Algumas mulheres usam medicamentos que induzem o fluxo de leite materno.





  • Compartilhe


  • Compre Já

  • Sacizentos





  • Divulgue



  • Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!