1º Colocado:
Quando o seu revólver calibre 38 falhou, durante uma tentativa de assalto, o assaltante, James Elliot de Long Beach, Califórnia, cometeu um pequeno erro. Virou a arma para ver se no cano tinha algo impedindo a arma de funcionar e experimentou apertar de novo o gatilho. Desta vez a arma funcionou…

2º Colocado:
O chefe de um hotel na Suíça perdeu um dedo no moedor de carnes e entrou com um pedido de ressarcimento na sua seguradora. Esta, desconfiando de uma possível negligência no uso do aparelho, enviou um inspetor que testou o moedor: fez exatamente a mesma operação e perdeu um dedo, ele também. O pedido de ressarcimento foi então aprovado.

3º Colocado:
Um homem ficou retirando neve da rua com uma pá por mais de uma hora, durante uma tempestade de neve em Chicago, para poder estacionar o seu carro. Terminado o trabalho, foi buscar o carro e, ao voltar ao lugar que tinha preparado com tanto esforço, encontrou uma senhora que tinha acabado de estacionar, com a maior naturalidade, no espaço que ele liberara. Explicou à polícia: – Como poderia deixar de dar dois tiros de fuzil na mulher?

4º Colocado:
Depois de ter parado para tomar todas num bar clandestino, o motorista de um ônibus no Zimbabue percebeu que os 20 doentes mentais que deveria levar para um asilo em Bulawayo, fugiram. Tentando esconder sua negligência, foi até uma parada de ônibus e ofereceu transporte de graça para as pessoas que estavam esperando no ponto. A seguir, foi até o asilo e entregou os passageiros, dizendo que eram muito perigosos e inventavam histórias incríveis para tentar fugir. O engano só foi descoberto vários dias depois.

5º Colocado:
Um adolescente americano foi internado num hospital com graves ferimentos na cabeça, provocados pelo choque com um trem. Questionado sobre como tinha acontecido o acidente, ele explicou para a polícia que estava simplesmente tentando descobrir quanto exatamente podia chegar perto do trem em movimento antes de ser atingido.

6º Colocado:
Um homem entrou num mercado na Louisiana, colocou uma nota de 20 dólares no balcão e pediu para trocar. Quando o balconista abriu a gaveta, o homem mostrou uma arma e mandou que lhe entregasse todo o dinheiro na gaveta. Depois fugiu, mas na pressa esqueceu a nota de 20 no balcão. O total que havia na gaveta e que o homem levou era 15 dólares…

7º Colocado:
Um homem no Arkansas estava tão afobado para tomar uma cerveja que resolveu jogar um tijolo contra a vitrine de uma loja para roubar algumas garrafas e fugir. Apanhou um tijolo e o jogou com todas suas forças contra a vitrine. O tijolo bateu e voltou, acertando exatamente a testa dele, que ficou desmaiado no chão até a polícia chegar. A vitrine era de plexiglass inquebrável e a cena foi filmada pela câmera de segurança da loja.

8º Colocado:

Na crônica local do jornal da cidade de Ypsilanti, Michigan, apareceu a notícia de um assaltante que entrou no “Burger King” da cidade às 5 horas da manhã, apontou uma arma para o caixa, e ordenou que lhe entregasse o dinheiro. O atendente explicou que devido a uma trava eletrônica, não poderia abrir o caixa sem um pedido. O homem então pediu cebolas fritas e o atendente retrucou que, pelo sistema, não poderia servir cebolas no café da manhã. O assaltante, frustrado, foi embora.

9º Colocado:
Um homem tentou roubar gasolina de um trailer estacionado numa rua em Seattle e a polícia encontrou-o no lugar, dobrado, no chão, vomitando sem parar. No relatório da polícia está explicado que o homem, ao invés de colocar a mangueira no tanque e  puxar a gasolina, colocou a mangueira no tanque da privada química do trailer e chupou com muita força. O proprietário do trailer se recusou a fazer o B.O. declarando que nunca tinha dado tanta risada na vida.

E como diz o velho deitado: Burrice dói!

Uma pesquisa foi realizada no Reino Unido comprovou aquilo em que muitos homens já tinham reparado e algumas mulheres suspeitavam: Quando conhecem outra mulher, a primeira coisa em que elas reparam é… No peso da outra! Mais de metade das inquiridas admitiu que a primeira coisa que faz é avaliar se a outra é mais gorda ou mais magra que ela.  Só depois olham para a maquilhagem e para a roupa…

O pior de tudo é fazer uma pesquisa para saber disso…

Um aborígene malaio encontrou um sapo de 20 kg – o que é praticamente o tamanho de uma criança de quatro anos.

O batráquio colossal foi encontrado perto de um rio na região montanhosa de Gemencheh, na Malásia.

Um turista inglês chegou a ver o bicho e, espantado, perguntou ao malaio se ele estaria disposto a vender. Como o aborígene pediu mais de R$ 500, o turista não topou e pediu para, pelo menos, tirar uma foto do monstrão.

Ao voltar para seu hotel, o tal turista ficou remoendo a ideia e achou que, de fato, o sapo valia o que estavam pedindo.

No dia seguinte, ele passou num caixa, sacou a grana toda e colou na casa do malaio, perguntando pelo sapão.

Para sua surpresa, o inglês descobriu que o malaio tinha fatiado o sapo-monstro e comido no jantar da noite anterior.

Por dois motivos, rangar o bicho não foi boa ideia: o malaio deixou de ganhar quinhentinhos e, ainda por cima, teve um piriri fulminante e ficou de cama por semanas.

Taí um bom motivo pra não sair comendo sapo…

Apresentamos uma seleção de tiras escolhidas neste vasto mundo da internet.  São tiras de quadrinhos com muito humor e como se não bastasse são  simplesmente “geniais”.

Monalisas de Pijamas

Adão Iturrusgarai

Sampaio

Fernando Gonsáles

Claudio Alan

Liniers

Overdose Homeopática

Peixe

Tira da Reta

Turma do Xaxado

Quer fazer sua sugestão? escreva para nós.

Sabe aquela desculpa “meu cachorro comeu”, que muita gente usa para explicar o atraso na entrega de um trabalho escolar?

Pois um casal do estado americano da Flórida pode realmente dizer que isso aconteceu com eles. E pior, não foi nem com um trabalho de escola ou faculdade, mas com R$ 1,7 mil (US$ 1 mil).

Christy Lawrenson e o marido estavam economizando para pagar o carro deles e sempre depositavam dinheiro em um balcão da cozinha.

Acontece que o cachorro deles estava com uma fome danada, viu aquelas verdinhas ali e decidiu botar tudo para dentro.

Eles ficaram desesperados e esperaram o cão “descomer” as notas de dinheiro, mas só conseguiram recuperar cerca de R$ 1,5 mil (US$ 900).

O casal ainda escreveu uma carta para o Tesouro Nacional americano explicando a história e vendo se conseguiam recuperar o dinheiro.

Eles devem ter saído para passear várias vezes com o cachorro.

Fonte: R7





  • Compartilhe


  • Compre Já

  • Sacizentos





  • Divulgue



  • Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!